Pela equipe do CSBH

A Fundação Perseu Abramo, por meio do Centro Sérgio Buarque de Holanda, vem desenvolvendo um projeto de cooperação de financiamento internacional junto a Cooperación Iberoamericana –Iberoarchivos, número 2022-007, denominado “Marcos das lutas e das conquistas de combate ao racismo e pela igualdade racial no Brasil na construção do Partido dos Trabalhadores, nas memórias de seus integrantes e no acervo da Secretaria Nacional de Combate ao Racismo (SNCR)”, acessível no site iberoarchivos.org.

Em cooperação técnica e financeira com o Programa da Ibearchivos, pudemos realizar o trabalho de organização, digitalização e informatização do acervo da Secretaria Nacional de Combate ao Racismo do Partido dos Trabalhadores (PT), que está sob a guarda do CSBH. Os documentos estarão disponíveis a partir do ano que vem em nossa base de dados SIAC – Sistema Integrado de Acervos do PT.

Outro produto que estará à disposição dos militantes e pesquisadores são 11 entrevistas de História Oral com lideranças que atuavam no movimento negro a partir de meados dos anos 1970 e que integraram e atuaram no PT a partir de sua fundação em 1980, construíram a SNCR. e nela atuam até os dias atuais.

Importante lembrar que a agenda do combate ao racismo se construiu desde a fundação do PT, pautada por militantes que se organizaram em torno da primeira Comissão de Negros do PT, em 1980. Em 1986, teve o status de Subsecretaria de Negros do PT, vinculada à Secretaria Nacional de Movimentos Populares. E em 1995, por ocasião do tricentenário da morte de Zumbi dos Palmares, na Capitania de Pernambuco, seria criada a Secretaria Nacional de Combate ao Racismo (SNCR/PT), por deliberação do 10º Encontro Nacional do PT.

É em torno de toda essa história que o Centro Sérgio Buarque de Holanda tem se pautado para disponibilizar e massificar a pesquisa em torno do tema.

`